Monitoramento da Atenção Básica no Estado de São Paulo
Menu
 
Home
------------------------------
Metodologia
------------------------------
Descrição dos Grupos
------------------------------
Equipe Técnica
------------------------------
Mapas
 
Caracterização dos Municípios por grupo
------------------------------
Regioes de Saúde e Municípios
------------------------------
Indicadores para monitoramento da Atenção Básica.
------------------------------
Indicadores
 
Consulta aos indicadores
------------------------------
Dicionário de Variáveis
------------------------------

Apresentação

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

 


O projeto de Monitoramento da Atenção Básica no Estado de São Paulo é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e o Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão (CEALAG), no sentido da produção de informações pertinentes à Atenção Básica, nas regiões e nos municípios paulistas.

Atualmente, a grande facilidade de acesso a dados relacionados às condições de saúde das populações, à estrutura de serviços de saúde que compõem o SUS e aos dados envolvendo os atendimentos realizados no âmbito do SUS, fica cada vez mais complexa a tarefa de monitorar e avaliar o desempenho e a efetividade do sistema de saúde.
Uma primeira questão que se coloca é a da escolha dos dados que serão utilizados como indicadores da saúde da população ou das características significativas da estrutura e do desempenho do sistema. Estes indicadores precisam ser sensíveis às diferenças no tempo e no espaço, pertinentes ao que se deseja mensurar, possuir precisão ao mensurar o aspecto em foco, além de possuir fonte de dados acessível e confiável.

A segunda questão diz respeito ao desafio de se trabalhar com uma multiplicidade de indicadores em saúde que, de um modo variavelmente convergente e correlacionado, buscam descrever as diversas questões que compõem o cenário da atenção à saúde.

No caso da Atenção Básica, existe um conjunto grande de indicadores disponíveis e que já vem sendo utilizados na tarefa do seu monitoramento, com as mesmas questões e dificuldades apontadas.

Assim, o objetivo deste projeto é o de produzir informações sistemáticas dos municípios paulistas em relação à Atenção Básica, com vistas ao seu monitoramento.

A seleção dos indicadores mais pertinentes e uma agregação sintética das informações contidas nesses indicadores foi o desafio posto para este trabalho.

Os resultados aqui apresentados são decorrentes de uma análise de agrupamento dos municípios paulistas, com a identificação de grupos de municípios que apresentaram características convergentes no comportamento dos diferentes indicadores de saúde envolvidos na análise.

Os mapas disponibilizam uma visão sintética e espacial dos grupos de municípios, bem como uma segunda visão, indicador por indicador, da posição relativa entre as 64 regiões de saúde que compõem o Estado de São Paulo.
Por fim, os indicadores selecionados estão disponíveis para tabulação e exportação no formato de arquivo XLS, segundo municípios e regiões de saúde.

 

 


AB